Hipócritas

Essas vespas inúteis.

Essas videntes mágicas que insistem em saber mais da tua vida do que tu própria.

Esses ácaros microscópicos que não consegues de facto ver mas que te criam urticarias variadas por todo o corpo.

Essas criaturinhas camaleônicas que tão depressa são teus educadores, julgando a tua maneira de ser (com todos excepto contigo), julgando as tuas opções (com todos excepto contigo), julgando o que dizes, como dizes, a quem dizes, o que fazes, como fazes. Como no momento a seguir são exímios críticos de moda apontando erros crassos da tua indumentária, desde as meias que tens dentro dos ténis, que certamente compraste ao molho na Primark, à camisola que vestes sem gosto nenhum.

Mas é inegável, confessa, não vale a pena comentarem isto contigo, o teu sentido de moda e a tua inteligência nunca atingiriam. Tu nunca compreenderias…

Hipócritas!

É… esses seres fantasmagóricos que nunca ninguém viu, nunca ninguém gosta, e principalmente, nunca ninguém é! Somos todos muito frontais, muito honestos, não gostamos de vespas, nem de ácaros e videntes são coisa do demónio. Falamos sempre a verdade e nunca, nunca acrescentamos um ponto ao boato inventado que nos contaram.

Hipócritas!

Hoje vim mandar palavrões para o jardim, mas calei-os nas palavras que escrevo. Sou hipócrita! Não estou no nível 100 de algumas pessoas, não é pena. Com 28 anos já devia estar num nível mais avançado de diz que disse. Devia saber mais de aparências. Devia vestir-me melhor. Comportar-me de outra forma. Maquilhar-me. Pentear-me. Devia ser superior a tudo. Escrever menos. Falar menos. Pensar mais ou fingir que penso. Devia ser mais adulta. Devia seguir-me mais pelas regras, as normas. Devia seguir o rebanho, ser parte dele.

Hipócritas!

Apetece-me gritar esta palavra a plenos pulmões, arranca-la do peito e com ela levar todas as palavras que foram ditas sobre mim sem qualquer fundamento, sentido ou conhecimento de causa. Coragem não é uma palavra sonante o suficiente para vós? Vida não é algo que vos preencha pois não?

Hipócritas!

E trabalho não é uma coisa que exija muito das vossas energias? Objetivos e ambições? Viver de forma “limpa” e fiel é pedir de mais? E a família, o amor, as amizades verdadeiras? Não há por aí planos? Vontade de viajar (de preferência para bem longe)? Não? Nada? Nada preenche o suficiente? Tenho pena de vós. Pena!

Hipócritas!

Olhar nos olhos é difícil não é? Encarar é uma coisa complicada. Pois mas hipocrisia não é profissão sabiam? Nem mesmo no nível 100…

Criar boatos ou desenvolvê-los não dá para pôr no IRS ainda. Ah mas também não paga imposto… dizer bom dia sim! Pois é. Dizer bom dia é mais caro, dispendioso e humano. Humano demais para deuses…

Hipócritas!

Pontapé na bunda para vocês. Vou calar as letras, vou ser hipócrita e sorrir-vos de volta.

Vê-mo-nos por aí…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s